A Polícia Civil do Paraná prendeu, nesta quarta-feira (02), em Foz do Iguaçu, o autor do disparo que matou a turista paulista Vanda Cândido, de 40 anos, na ponte Tancredo Neves, por volta das 11h30, de domingo (30). Samuel Souza dos Santos, 18 anos, foi encontrado no bairro Morenitas, mesma região onde os outros dois suspeitos do crime foram detidos, em menos de três horas depois do assassinato. Segundo Carlos Marcelo Sakuma, delegado-adjunto da 6.ª Subdivisão Policial de Foz do Iguaçu, Santos confessou ter atirado.

?Era uma questão de tempo a prisão do terceiro envolvido. A polícia agiu rapidamente e encontrou os dois envolvidos. O terceiro foi logo identificado. Foi um excelente trabalho da Polícia em Foz, e mostra que os criminosos não têm trégua no Paraná?, ressaltou o secretário da Segurança Pública, Luiz Fernando Delazari.

De acordo com o delegado, Santos estava na casa de uma amiga, no bairro Morenitas. ?Não localizamos a amiga dele, mas tivemos a informação de que ele estaria na casa dela. Localizamos a residência e o encontramos lá?, explicou o delegado. Sakuma contou que a máquina fotográfica roubada da família de Vanda, foi encontrada na casa de Santos, ainda na terça-feira (01). Segundo a polícia, Santos foi autuado por latrocínio (roubo com morte) e deve ser encaminhado para a cadeia pública da cidade.

Crime

Vanda voltava da Argentina para Foz do Iguaçu, com o marido e dois filhos, quando o carro onde estava foi abordado por três assaltantes, na ponte Tancredo Neves, área da jurisdição da Polícia Federal. De acordo com o delegado, a família havia parado para fotografar a ponte. Um dos criminosos atirou no carro, acertando a turista nas costas. Ela foi levada para um hospital de Foz do Iguaçu, mas não resistiu. Em menos de três horas depois o assalto, a polícia prendeu um homem e um adolescente envolvidos com o crime e identificou o terceiro envolvido.