Fábio Alexandre
Polícia cercou o comércio e prendeu o trio de marginais.

Três condenados por assalto, que tinham saído graças a uma portaria da Colônia Penal Agrícola (CPA) para passar as festas de final de ano com a família, aterrorizaram um casal de comerciantes. Na manhã de ontem, os bandidos invadiram uma loja de confecção no Bairro Alto, em Curitiba, e fizeram o proprietário refém. Os três bandidos foram presos depois que policiais do 20.º Batalhão de Polícia Militar cercaram o estabelecimento.

Luiz Carlos Moreira, 56 anos; Cleiton de Jesus Silva, 21; e Jean Carlo Ribeiro dos Santos, 39, saíram da CPA dia 24 de dezembro. Ontem, por volta das 11h, resolveram assaltar a loja. Um dos bandidos entrou no comércio, pediu uma calça jeans e logo anunciou o assalto. O proprietário, de 57 anos; a esposa dele, de 61; e a neta, de dois anos; foram rendidos pelos outros dois bandidos que chegaram em seguida.

Enquanto os marginais ainda estavam na loja, policiais do 20.º BPM chegaram e cercaram o local. ?Acredito que algum vizinho avisou a polícia?, disse a lojista.

Quando os PMs invadiram o comércio, a proprietária e a neta conseguiram escapar. Jean Carlo e Cleiton tentaram fugir pulando um muro de mais de cinco metros. Eles foram presos em flagrante.

Refém

Enquanto isso, Luiz Carlos levou o proprietário até um cômodo, no andar superior, onde o manteve refém. O comerciante foi agredido e ficou com vários hematomas pelo corpo. O marginal chegou a atirar, e por pouco a vítima não foi ferida. Os policiais iniciaram a negociação para que o assaltante soltasse a vítima, o que durou cerca de 15 minutos. ?Primeiro ele jogou as munições e depois o revólver?, contou o tenente Araújo.

Os três bandidos foram presos e levados ao 5.º Distrito Policial. ?Os policiais agiram com uma rapidez e agilidade incrível. Se não fosse eles, meu marido poderia estar morto?, disse a comerciante.