Mesmo dormindo na mesma casa que a esposa, a sogra e quatro filhos menores de 18 anos, João Maria Teixeira, 49 anos, foi morto sem que ninguém percebesse.

Por volta das 2h desta segunda-feira (24), a mulher dele ouviu passos apressados e encontrou a porta de entrada da casa aberta, na Rua Hipólito de Araújo, Prado Velho.

Ela foi até o quarto da mãe para ver se estava tudo bem, e então foi até o quarto do marido, onde o encontrou morto. O assassino fugiu sem ser visto por ninguém.

João estava deitado na cama. Ele teve o rosto afundado por um objeto pesado, provavelmente uma barra de ferro. Não havia nenhum indicativo de que ele teria tentado reagir. Ele trabalhava em uma transportadora e se mudou com a família para este endereço há dois meses. A Delegacia de Homicídios investiga o crime.