Antes que voltasse para casa, o pedreiro Paulo César dos Santos, 34 anos, foi surpreendido com um tiro na cabeça. Baleado às 22h30 de ontem no Jardim Iguaçu I, Fazenda Rio Grande, ele chegou morto ao hospital da cidade.

A vítima, que morava na Rua Rio Piraí, no mesmo bairro, havia trabalhado durante o dia. A família ainda não sabe onde ou com quem ele esteve depois que voltou do serviço. O crime ocorreu perto da casa do pedreiro e os próprios familiares providenciaram o infrutífero socorro.

Segundo o irmão da vítima, Natálio dos Santos, Paulo viera há pouco tempo da Fazendinha e não conhecia muita gente no Jardim Iguaçu. Natálio descartou a hipótese de latrocínio, afirmando que nada fora roubado do irmão.

A delegada de Fazenda Rio Grande, Delair Manfron, disse que uma testemunha identificou o autor do assassinato. "Ainda não podemos revelar nome ou motivo do crime, ou o suspeito desaparecerá", disse a delegada. O autor seria pessoa conhecida da vítima.