Visto com vida pela última vez na noite de quinta-feira, dia em que trocaria um Opala por dois cavalos, Antônio Carlos Fernandes Rodrigues Fortes, 28 anos, foi encontrado morto, no início da manhã de ontem, na Rodovia do Caqui (PR-506), Mandaçaia, área rural de Campina Grande do Sul.

O irmão da vítima, Milton Rodrigues Fortes, que mora perto do local do crime, disse ter escutado tiros por volta das 2h. No início da manhã, um morador que ia para o trabalho encontrou o corpo no meio da estrada e foi avisar Milton.

A Polícia Militar e a Guarda Municipal foram chamadas por volta das 7h20 e constataram que o rapaz foi assassinado com um tiro na cabeça, o que foi confirmado pela perícia do Instituto de Criminalística.

De acordo com o supervisor Crozetta, da Guarda Municipal, a primeira hipótese era de latrocínio (roubo com morte), pois, na noite anterior, Antônio saiu de casa acompanhado por três homens interessados em comprar seu Opala.

O automóvel teria sido guinchado e foi levado pela estrada. Até o início da manhã, não havia sinal do carro. Mas não demorou muito e parentes conseguiram descobrir o comprador do veículo, que, segundo eles, já era conhecido da vítima e não seria responsável pelo crime.

Permuta

Segundo Milton, Antônio morreu antes de concretizar a permuta. “Ele entregou o carro e ainda ia pegar os cavalos”, contou Milton, que não tem ideia de quem pode ter assassinado o irmão.

Ele contou que o rapaz era coletor de lixo da prefeitura e, antes trabalhava como segurança de um pesque-pague, época em que foi detido por porte de arma. Antônio era separado e tinha duas filhas.