Josemir teria reagido a um
assalto e foi mortalmente ferido.

A proximidade com o terminal de ônibus central de São José dos Pinhais não intimidou o assassino de Josemir Oliveira da Rosa, 21 anos, o “Batata”. Ele foi atingido por dois tiros, na Rua XV de Novembro quase esquina com a Rua Padre Bittencourt, às 19h10 de ontem. A primeira hipótese levantada pela polícia foi de latrocínio (roubo seguido de morte), mas as investigações poderão levar à outras conclusões. O nome de um suspeito já havia sido levantado pelos investigadores da delegacia local momentos após o crime.

Quando os soldados Andrei e Maicon, do 17.º Batalhão de Polícia Militar, foram chamados, a informação que obtiveram era de que a vítima teria reagido a uma tentativa de assalto. De acordo com levantamento preliminar do perito Victório, da Polícia Científica, Josemir foi atingido no peito e na nádega, provavelmente com tiros de um revólver calibre 38.

Uma moradora próxima ouviu três disparos e correu para baixo de sua cama, depois, tomada de coragem, olhou pela janela e viu apenas o vulto de um homem correndo. “As testemunhas disseram ter visto apenas uma pessoa fugir do local”, confirmou o aspirante Gledson, da PM.

Busca

Porém, para os investigadores Caetano e Wilson o nome de um suspeito foi denunciado. Ele seria morador da Vila São Domingos, naquele município, mesmo bairro onde a vítima morava. Conforme informações de uma parente de Josemir, ele já teria passagens pela polícia, mas ela não soube dizer por qual delito. Ainda na noite de ontem, os policiais foram em busca do suspeito. Comentários no local davam conta que o assassino é responsável por crimes de roubos e furtos no centro da cidade.