Diego Vieira de Lima, 18 anos, não deu ouvidos aos conselhos de parentes para que ele deixasse o mundo do crime e foi assassinado, na madrugada de ontem, no Parolin. O jovem levou três tiros no peito, cabeça e barriga na Rua Lamenha Lins, próximo de onde morava.

Moradores disseram à polícia que, por volta de 1h30, escutaram os disparos, mas, com receio de serem vistos pelos marginais, não saíram de casa. Júlio César da Silva, cunhado da vítima, lamentou a morte precoce do rapaz, que escolheu a vida bandida em vez de seguir os conselhos da família. A

pesar da pouca idade, Diego era usuário de droga e já tinha envolvimento com assaltos e até homicídios no bairro, conforme contou seu cunhado. A autoria e motivação do crime estão sendo investigadas pela Delegacia de Homicídios.