Juvenil levou vários tiros e sua namorada foi ferida no braço.
(Foto: Átila Alberti)

Juvenil Aleixo Rosa, 21 anos, foi assassinado com vários tiros em uma casa, no bairro Guatupê, em São José dos Pinhais. O crime aconteceu no final da noite de quarta-feira, na Rua das Rosas, às margens da Rodovia BR-277.

Foi apurado que o local funcionava como “boca-de-fumo” e lá já houve tiroteio entre policiais e suspeitos, que resultou na morte de cinco pessoas, no final do ano passado.

À tarde, a polícia descobriu que a namorada de Juvenil também estava na casa. Ela foi ferida no braço e fugiu em busca de socorro. O casal consumia crack quando três homens armados invadiram a casa e abriram fogo.

Vizinhos escutaram tiros por volta de 23h30, mas somente pela manhã, quando viram a porta da casa aberta, entraram e encontraram o corpo caído no sofá. Conforme foi apurado pela perícia, havia muitas mudas de roupas jogadas pelos dois cômodos da casa, indicando que mais pessoas freqüentavam o local. Os moradores comentaram que o rapaz foi visto na companhia de outros indivíduos durante a noite.

Entre as roupas da vítima havia um bloco com anotações de pessoas que lhe estariam devendo dinheiro. Além disso, o investigador Sérgio, da delegacia de São José dos Pinhais, confirmou que o local é conhecido como ponto de uso de droga.

Tiroteio

Policiais militares do 17.º Batalhão, que atenderam à ocorrência, lembraram que no final do ano passado, cinco jovens, entre 15 e 19 anos, foram mortos no matagal próximo à casa, em tiroteio com a polícia.

A troca de tiros aconteceu no início da noite de 30 de dezembro, após denúncia de que estaria havendo tráfico de drogas no local. Duas garotas, que estavam na residência, foram apreendidas, juntamente com armas, drogas, colete à prova de balas e um radiotransmissor. Os investigadores comentaram que irão apurar se Juvenil tem ligação com o tiroteio.