O bate-bola do pedreiro Artemo Antunes de Souza, 57 anos, com os filhos e netos na frente de casa, na noite quente de domingo, foi brutalmente interrompido. O pedreiro foi morto a tiros por rapazes numa moto. O crime ocorreu por volta das 18h30, na Rua Paulo Lúcio Zimermann, Capela Velha, em Araucária.

Segundo o que os familiares de Artemo contaram à polícia, o pedreiro jogava futebol no jardim quando dois homens numa moto azul chegaram e o garupa chamou Artemo pelo nome. O pedreiro atendeu o chamado, trocou meia dúzia de palavras com os motoqueiros, até o garupa sacar uma arma e atirar.