Dois homens ocupando um Gol verde efetuaram vários disparos, às 22h30 de ontem, na Rua Aristeu Martins, no Uberaba. Os tiros eram endereçados para um rapaz identificado apenas como Fernando, também conhecido como "Louquinho", mas além do alvo, os criminosos atingiram também o mecânico Dioni Maicke de Souza Alves, 22 anos. Feridos, os dois rapazes foram socorridos pelo Siate. Atingido com um tiro na cabeça e outro nas costas, Dioni chegou a dar entrada no Hospital do Trabalhador, mas acabou morrendo. Fernando, com um tiro nas nádegas e outro na perna, foi encaminhado ao Hospital Cajuru.

O delegado Maurílio Alves, da Delegacia de Homicídios, informou que Dione era mecânico de motocicletas e saiu de casa na noite de quinta-feira para dar uma volta em uma motoneta. O rapaz também iria fazer um conserto. Ele estava reunido com amigos, entre eles Fernando, quando chegou o Gol e dois homens desembarcaram e se aproximaram. Após uma breve discussão com Fernando a respeito de um roubo, um dos homem desferiu um chute no rosto dele. Em seguida, sacou a arma e começou a disparar. O primeiro tiro acertou o meio-fio. Assustados, os jovens correram, mas as balas feriram Fernando e mataram Dione. Maurílio disse que nas próximas horas Fernando deverá ser ouvido na delegacia para contar maiores detalhes sobre os motivos que levaram os criminosos a tentar matá-lo e quem são os autores do crime. Também deverão ser ouvidos os outros rapazes que conseguiram escapar ilesos.