A delegacia de Pinhais deu como elucidado o homicídio da funcionária do Jockey Clube do Paraná Isaíra Alves de Souza, 44 anos, assassinada a tiros em 1.º de outubro. O suspeito do crime, Claudecir de Souza Santos, 31 anos, foi preso em Morretes, no litoral, por furto e porte ilegal de arma, segundo o delegado Marcelo Magalhães.

 

O delegado explicou que imagens de câmeras de segurança mostram Claudecir esperando pela vítima, os dois discutem e ele atira nela. O suspeito foi interrogado, há cerca de um mês, e não teve como negar o crime.

 

Claudecir alegou em depoimento que Isaíra seria amante de seu pai. Apesar de seus pais estarem em processo de separação, Claudecir disse que sua mãe vinha sofrendo muito com a separação e a suposta traição e por isto não aguentava ver sua mãe sofrer. Depois de ameaçar a vítima, prometendo entregar a cabeça dela numa bandeja para seu pai,

Como ele não entregou a arma do crime quando foi interrogado, o delegado optou por solicitar à Justiça a prisão do suspeito.