Seis meses após matar a namorada de sua irmã, porque não aceitava o relacionamento das duas, Johnny Everton de Souza, 26 anos, se apresentou à Delegacia de Homicídios como autor do crime. Jennifer Rodrigues da Penha, 23, levou três tiros, um nas costas e dois na cabeça, quando andava com a namorada, no Cajuru, para uma festa.

De acordo com o delegado Fábio Amaro, Johnny apresentou-se na quinta-feira, porque se sentiu acuado após ter sua imagem divulgada como principal suspeito do assassinato da jovem. À polícia, ele disse que matou porque estava cansado de ver sua irmã apanhando. Johnny contou ainda que estava bêbado.

Em 31 de agosto do ano passado, Jennifer e a irmã de Johnny iam a uma festa de mãos dadas, quando Johnny chegou de bicicleta e deu um tiro nas costas da vítima. Ela cambaleou por alguns metros, mas ele a alcançou e deu dois tiros na cabeça.