Uma criança de nove anos é mais uma inocente vítima da violência em Curitiba e Região Metropolitana. Uma bala perdida atingiu a cabeça do menino Victor Alexandre Oliveira Evangelista, às 15h de sábado, na Rua Marrocos, Vila Palmital, Pinhais. O garoto morreu no início da manhã de ontem no Hospital Cajuru, e o responsável pelo disparo não foi identificado.

De acordo com as primeiras informações colhidas pela delegacia de Pinhais, o tiro era endereçado a um suposto bandido da região. Ao vê-lo passando na rua, um homem que estaria em um Gol branco efetuou cerca de oito disparos em sua direção. “Sabemos apenas que o alvo dos tiros é conhecido como Marcos”, disse o investigador Valdemir, da DP local.

Marcos escapou dos disparos, mas o menino Vítor, que voltava da casa de outra criança e quase chegava em sua residência, na mesma rua, e estava a cerca de 100 metros do atirador, foi atingido na cabeça. Diante da gravidade do ferimento, o avô da vítima a levou de carro ao hospital. Vítor morreu às 6h de ontem.

A Polícia Militar, segundo moradores da região, só apareceu 40 minutos depois do fato. Em rondas pela região, os policiais não localizaram o responsável pelo disparo.