Foto: Átila Alberti

Artefato gigante foi avaliado em R$ 15 mil.

A procissão de Corpus Cristi, em Colombo, foi interrompida por uma confusão entre baloeiros e policiais. Na manhã de ontem, um balão gigante caiu no centro do município e 19, dos 60 homens que corriam atrás do objeto, foram detidos por policiais militares.

O balão foi solto em Curitiba e, com o vento, seguiu para o município vizinho. Em busca do objeto, avaliado em R$ 15 mil, dezenas de pessoas o seguiram. Quando caiu, perto da procissão, cerca de 60 homens se aglomeraram na tentativa de apanhá-lo. Os policiais chegaram para conter a confusão e conseguiram deter 19 baloeiros.

Eles foram levados à delegacia local, onde assinaram termo circunstanciado e foram liberados. Uma filmadora, que registrou o momento em que o balão foi solto, também foi apreendida. ?Eles foram liberados, porque apanhar balão não é crime. Já os que forem identificados nas filmagens, deverão responder pelo crime ambiental?, disse o escrivão Joaquim.

Outros

Segundo a Comunicação Social da Polícia Militar e a Central do Corpo de Bombeiros, várias ocorrências foram registradas durante todo o dia, em Curitiba e Região Metropolitana.

Por volta de 8h45, um balão caiu no telhado de uma casa, na esquina das Ruas Saldanha Marinho e Visconde do Rio Branco. A moradora e seu filho de 3 anos foram surpreendidos por vários jovens que invadiram o terreno e subiram no telhado para recuperar parte do balão.

Em São José dos Pinhais, um balão caiu na rede elétrica e assustou a população. Os bombeiros foram chamados, mas não foi necessário intervir. O conserto foi feito pela Copel.