Emerson Luís Patrício, 28 anos, foi baleado perto de sua casa, quando caminhava pela Rua Lupionópolis, Bairro Novo, Sítio Cercado. Mesmo com três ferimentos de tiros pelo corpo – dois na barriga e um no ombro – , ainda conseguiu correr mais 100 metros e pedir ajuda no posto dos bombeiros. Ele foi levado em estado grave ao Hospital Cajuru.

Segundo levantou o soldado De Lima, do 13.º Batalhão da Polícia Militar, Emerson caminhava em frente a um posto de combustível, quando um Gol de cor escura se aproximou e um dos ocupante do carro atirou.

O crime ocorreu por volta das 22h30. O sargento Bonadil, dos bombeiros, relatou que ele e sua equipe ouviram quatro tiros. “Suspeitamos que fosse alguém baleado e que pediria ajuda aqui. Deixamos os socorristas de prontidão e acionamos ambulâncias”, contou o sargento.

Como o crime ocorreu a cerca de quatro quadras da casa da vítima, familiares de Emerson rapidamente chegaram até o quartel dos bombeiros. Eles contaram ao soldado De Lima que o jovem era usuário de drogas.