Mesmo sem reagir, o cobrador Valdecir Benedito da Silva, 33 anos, foi ferido com um tiro na cabeça durante um assalto, às 20h30 de sexta-feira, em Almirante Tamandaré. Em estado grave, Valdecir foi atendido pelo Siate e conduzido ao Hospital Evangélico.

Um homem armado com revólver, invadiu o ônibus no ponto final do Jardim Paraíso, na Rua Pedro Polaco, e anunciou o roubo. O cobrador do coletivo teve muitas dificuldades para abrir o cofre. Isso irritou o assaltante, que disparou contra o trabalhador. Em seguida, o marginal fugiu sem roubar dinheiro ou objetos. Policiais militares de Almirante Tamandaré já identificaram o autor. Eles preferem que o nome seja mantido em sigilo, para não atrapalhar as diligências.

O irmão do cobrador, Valdir Souza da Silva, informou que esta foi a terceira vez que Valdecir foi atacado por ladrões. “As empresas colocaram cofre para evitar os roubos. Agora, é preciso quinze minutos para abrir o cofre. Talvez, se o coletivo não estivesse equipado dessa maneira, meu irmão não teria sido baleado”, ponderou Valdir. Ele lembrou que um outro cobrador, que trabalhava na mesma região, também foi ferido por assaltantes, ficando paraplégico e morrendo meses depois. “Meu irmão era casado, tinha um filho e saiu de casa às 14h30 para trabalhar”, lamentou. (VB)