Tratava-se de um caminhoneiro o homem encontrado morto num milharal, na localidade de Retirinho, Campo Largo, na manhã de quinta-feira. Família e polícia suspeitam que Hamilton de Souza, 60 anos, tenha sido vítima de assaltantes – o caminhão que ele usava para o trabalho desapareceu.

Morador do Bairro Alto, Hamilton fazia ponto na Estrada da Ribeira, perto do terminal rodoviário do Alto Maracanã, em Colombo. Ele foi visto pela última vez às 10h da quarta-feira, sozinho em seu caminhão, rodando pela Estrada da Ribeira em direção à BR-116. De acordo com a família, ele fazia fretes somente em Curitiba e Região Metropolitana e sempre que ia longe, telefonava avisando a família. O caminhoneiro já sofrera tentativas de assalto anteriores.

Hamilton utilizava um caminhão Mercedes-Benz 1111, azul, com detalhes brancos, de placa ASI-4019, e com letreiro amarelo contendo a inscrição “aluguel” e o número de seu telefone celular.

O caminhoneiro, que era viúvo e pai de dois filhos, foi morto com tiros na cabeça. A polícia de Campo Largo suspeita que o crime ocorreu em outro local e os assassinos apenas dispensaram o corpo no milharal, que fica junto à Estrada do Retirinho – uma via secundária estreita e íngreme, com acesso pela Estrada do Cerne. Ele não portava documentos e carregava apenas R$ 4,00, além do relógio.