Um bebê de sete meses morreu carbonizado, na madrugada de ontem, em Guaratuba, no litoral do Estado. A criança foi vítima de um incêndio, que atingiu parcialmente a residência da família por volta de 1h da madrugada de ontem, na região de Vila Esperança, na periferia da cidade.

De acordo com o tenente do Corpo de Bombeiros de Guaratuba, Julian Waldrigues, uma vela pode ter sido a causa da tragédia na casa, que era de madeira. “Não sabemos o motivo da vela estar acesa, mas a mãe nos contou que ela caiu em cima do colchão onde estava a criança. Pela presença da Copel (Companhia Paranaense de Energia), constatamos que a residência tinha ligação elétrica, não havendo necessidade de vela para iluminar o ambiente”, afirma o tenente.

Logo que percebeu o incêndio, a família foi para a rua buscar ajuda e encontrou um grupo de policiais que faziam a Ação Integrada de Fiscalização Urbana (Aifu). Eles entraram na casa em busca da criança, mas não tiveram sucesso. Após a tentativa, o caminhão do Corpo de Bombeiros controlou as chamas e encontrou o corpo da criança.

Além do menino, moravam na casa a avó do bebê, a mãe, a irmã, dois tios e uma prima. Mesmo sem sofrerem ferimento algum, os seis membros da família foram encaminhados para uma ambulância, pois, segundo o Corpo de Bombeiros, todos inalaram fumaça. Em seguida, a família foi encaminhada ao Conselho Tutelar de Guaratuba.