A bebedeira em uma festa terminou com o pedreiro Valdir da Silva Rocha, 32 anos, morto, e Adriana Aparecida Machado, 30, e Eloir dos Santos, 23, detidos. A dupla é suspeita de ter agredido Valdir com garrafadas e pedradas, e provocado a queda dele numa valeta com mais de 10 metros de altura.

O corpo só foi localizado cerca de 20 horas depois, na noite de ontem. Ainda esta semana, Adriana deveria receber uma casa de um programa de televisão. A festa ocorreu na noite de terça-feira, numa das moradias da Rua Rio Paraná, Jardim Cristiane, Lamenha Grande, em Almirante Tamandaré.

Uma pessoa que participou da festa contou à polícia que todos já estavam bastante bêbados, quando, por volta da 1h de ontem, Valdir, Adriana e Eloir começaram a discutir fora da casa. No meio da confusão, Valdir levou garrafadas e tijoladas. Adriana ainda teria colocado seus cães para avançar na vítima, que caiu na valeta.

Achado

Ontem à noite, por volta das 20h30, um morador encontrou Valdir morto dentro da valeta e chamou a polícia. Enquanto a confusão se formava na rua, surgiram Adriana e Eloir discutindo. Ela acusava Eloir das tijoladas. Ele dizia que foi Adriana quem deu as garrafadas e colocou os cães para cima do pedreiro.

Os dois foram levados à delegacia de Almirante Tamandaré para esclarecimentos. A testemunha, que estava na festa, afirmou aos policiais que a dupla era responsável pela agressão.

Fogo

Um morador da rua, chamado Paulo, contou que Adriana sempre arruma confusão no bairro. Ela já teria esfaqueado a cunhada de Paulo e colocado fogo na casa de outra mulher do bairro.

Possivelmente em represália, Adriana também teve sua casa incendiada. Dias depois, ela teria aproveitado a presença da imprensa no bairro, para contar que não tinha onde morar por conta do incêndio.

O apresentador Robson Silva, do programa Tribuna da Massa, se compadeceu com a história contada por Adriana e deu a ela uma nova casa. O pedreiro contou que estava nos acabamentos, porque o prazo para entrega da obra era hoje.

Átila Alberti
Eloir e Adriana se acusavam do crime.