Daniel Derevecki
Daniel Derevecki

Um forte esquema de segurança chamou a atenção de pedestres e motoristas que circularam pelas ruas de Curitiba, na tarde desta quarta-feira (2). Diversas viaturas da Polícia Federal (PF) foram mobilizadas para transportar o traficante Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, que prestou depoimento na sede da Justiça Federal, na Avenida Anita Garibaldi, no bairro Ahú. O traficante, que está na capital para acompanhar um dos processos a que responde por tráfico de drogas e armas, deve retornar à superintendência da PF, no bairro Santa Cândida, por volta das 17h30.

Beira-Mar responde a processo na 2.ª Vara Federal Criminal referente às acusações de controle do tráfico de dentro da cadeia, trazidas à tona pela Polícia Federal na Operação Fênix, em novembro do ano passado. Na ocasião, a mulher do traficante, Jaqueline Alcântara Morais, foi presa no Rio de Janeiro com US$ 200 mil em dinheiro.

Nesta quinta-feira (3), o traficante será ouvido pelo juiz Sérgio Fernando Moro, da 2.ª Vara Criminal Federal. Nesta sexta (4), ele acompanha os depoimentos das testemunhas de acusação e de defesa.

Desde que desembarcou na capital paranaense, na última terça-feira (1), Fernandinho Beira-Mar, considerado um dos maiores traficantes de armas e drogas da América Latina, vem mobilizando recursos da PF e da Polícia Militar do Paraná. Nesta quarta feira ele volta a depor, no período da manhã.

Beira-Mar deve permanecer em Curitiba até a manhã de sábado, quando deverá retornar ao presídio federal de Campo Grande.