Um bilhete entregue a policiais militares indicou um ponto de tráfico no Jardim São Gabriel, em Colombo. Acusados de vender droga em um bar da Rua Belo Horizonte, Sebastião Carlos Ferreira, 29 anos, o “Carlinhos”, e Virgino Vitor de Oliveira, 43, foram detidos por policiais do 17.º Batalhão da PM, às 19h15 de segunda-feira, e levados à delegacia do Alto Maracanã. Ao todo, foram apreendidas 31 buchas de maconha e 16 pedras de crack.

A denúncia de que naquele bar era feito tráfico de entorpecentes, partiu de uma pessoa que não quis se identificar. Ela entregou um pedaço de papel, no qual se lia o endereço do estabelecimento, e explicou a situação ao cabo Kucmanski e aos soldados Macieski, Ribeiro e Sidney que patrulhavam a área. O primeiro a ser abordado foi “Carlinhos” que segundo o cabo, reagiu à prisão e entrou em luta corporal com o soldado Macieski. Com ele estavam 15 buchas de maconha, segundo a polícia.

Acidente

Atrás do balcão, Virgino estava deitado em um colchão. Um acidente sofrido há cerca de oito anos fez com que se aposentasse e necessitasse de muletas para se locomover. “Ele tinha quatro pedras de crack e cinco buchas de maconha no bolso. O resto da droga, encontramos embaixo do colchão”, relatou Kucmanski.

Virgino disse ser apenas usuário e que só “toca” o estabelecimento. O mesmo foi dito por “Carlinhos”, que admitiu fumar maconha, mas não vendê-la para outras pessoas. Ele é casado, pai de três filhas, e há pouco mais de um ano ganha dinheiro fazendo bicos, depois de perder o emprego de marceneiro. Ambos disseram não ter passagem pela polícia.