Quatro homens, em duas motos, bloquearam os dois lados da Rua Laudelino Afonso da Rocha, na Vila São Pedro, Xaxim, para executar o pedreiro Edison Ubiratã Alves Ferreira, 30 anos.

Não se sabe se por acaso, mataram David Pereira, 17 anos, que estava na rua. O crime ocorreu por volta das 18h40 de ontem e, ao que tudo indica, os marginais conheciam bem os hábitos do pedreiro.

Segundo apurou o investigador Magalhães, da Delegacia de Homicídios, Edison trabalha numa casa próxima e foi morto quando voltava do trabalho. Ele tinha acabado de atravessar a pé uma ponte, no final do beco, quando dois homens, numa moto, também cruzaram a ponte e atiraram nele.

Jovens

O crime dispersou um grupo de jovens, moradores no beco, que conversava ali perto. David correu e deparou-se com mais uma moto, ocupada por dois homens, bloqueando a passagem. Foi encurralado num muro e fuzilado. Pela rua foram recolhidas cápsulas de pistolas calibres 40 e 9 milímetros.

Moradores pouco contaram à polícia. Há a informação de que as motos eram vermelhas e sem placas. Edison morava na Rua 1.º de Maio. Ele era usuário de drogas e esteve preso por 10 anos, em Piraquara, por furto.

David morava na rua do crime e, segundo apurou o investigador, o irmão dele foi morto há dois meses, quando saía da Colônia Penal Agrícola, em Piraquara, de volta para casa. Por enquanto, é considerara a hipótese que David foi morto apenas porque tentou fugir.