A sede da RPC TV, em Curitiba, sofreu um atentado no final da tarde de terça-feira (20). Segundo informações da Polícia Militar, um homem encapuzado, em um veículo twingo preto, parou o veículo em frente a emissora, na rua Mamoré, no bairro Mercês, acendeu um objeto e o arremessou por cima do muro da emissora.

O objeto, um cano de PVC, com pólvora e um pavio, quebrou ao cair no estacionamento da emissora e a pólvora rapidamente queimou. O Comando de Operações Especiais (COE) foi acionado e recolheu o material para análise. O isqueiro utilizado para acender o artefato, que foi deixado no local, também foi recolhido. O atentado foi registrado por câmeras de segurança da RPC TV, que vai fornecer as imagens à polícia.

Cerca de meia hora depois, a polícia foi acionada mais uma vez para verificar um pacote jogado na sede do jornal Gazeta do Povo, na Praça Carlos Gomes. O jornal pertence ao mesmo grupo da RPC TV. Um segurança da empresa estranhou o saco preto jogado por um homem em uma bicicleta na entrada da garagem do jornal, na rua Pedro Ivo. O COE foi acionado e o esquadrão anti-bomba interditou as ruas próximas. O jornal foi evacuado e ninguém pôde se aproximar do local durante duas horas e meia.

Por volta das 20h, o COE confirmou que o pacote não representava ameaça e concluiu uma varredura no prédio da Gazeta. A polícia segue investigando o caso. A direção da Rede Paranaense de Comunicação (RPC) informou que não vai se pronunciar sobre o ocorrido.