Briga antiga de família resultou na morte do pintor José Roberto Ramos, 30 anos, na noite de ontem, em Colombo. O suspeito do crime, Ismael Fernando Godoy, concunhado da vítima, escapou. O assassinato foi cometido por volta das 21h20, no final da Rua Fahrenheit, no Jardim Modelo.

O cabo Gilson, do 17.º Batalhão da Polícia Militar, conversou com a família, mas não conseguiu apurar o motivo da rixa antiga. Ontem, Ismael chegou na casa do parente, perguntou por José Roberto e ouviu da cunhada que o pintor ainda não havia chegado. Ismael ficou do lado de fora da casa, aguardando José Roberto.

Sem conversa

Assim que o pintor chegou do trabalho, Ismael disse que queria conversar. Como José Roberto respondeu que não queria conversa, Ismael sacou uma arma e acertou dois tiros no peito do pintor. A vítima caiu na porta da garagem, onde havia acabado de encostar seu carro, comprado no dia anterior. José Roberto tinha três filhos.

A Polícia Militar esteve na casa do suspeito, na Rua Somália, não muito longe do local do crime, mas não o encontrou. Pouco depois do crime, a casa de Ismael foi incendiada. Os bombeiros não conseguiram evitar a destruição total do imóvel.