Numa localidade conhecida pela polícia em razão do vaivém de usuários e traficantes de entorpecentes, Tereza Pedroso Veiga, 52 anos, foi encontrada morta às 22h30 de sábado, caída na Rua Mandaguaçu, ao lado da entrada da ponte que faz divisa entre Bairro Alto e Pinhais. A vítima recebeu um tiro nas costas e, conforme as primeiras informações colhidas por policiais militares de Pinhais, o crime estaria relacionado à disputa pelo ponto de tráfico de drogas.

De acordo com o superintendente da delegacia de Pinhais, Valdir Bicudo, a vítima já contava com extensa ficha criminal, com passagens por distritos da capital por tráfico de drogas e também pela acusação de homicídio. Ela estava em liberdade condicional, após ficar algum tempo retida no sistema penitenciário. Relatos ao superintendente indicam que a vítima tinha envolvimento com o tráfico no Bairro Alto e a polícia investiga um desacerto com essas pessoas como motivo para a execução.

Durante o atendimento da ocorrência, realizada por policiais militares, foi repassada a informação de que suspeitos de participação no assassinato estariam em uma festa, numa chácara próxima ao local do crime. Conforme o soldado Paiva, PMs detiveram dois indivíduos, mas eles não ficaram presos por falta de provas.