Funcionários de uma indústria de calcário, na divisa de Almirante Tamandaré e Colombo, tiveram o almoço interrompido, ontem, por um cão que trazia na boca um pedaço de perna humana. O membro tinha sido arrancado na altura da canela e o pé estava calçado com uma meia preta de listras verdes. Estava parcialmente carbonizado.

O cão costuma perambular perto da empresa, junto com outros cachorros, e frequentemente recebe alimento dos próprios funcionários. O terreno da indústria é rodeado de chácaras e não há residências próximas. “Foi uma cena assustadora ver o cachorro andando com aquele pedaço de carne na boca. Quando vimos, custamos acreditar que era perna de gente. Causou certo mal-estar no pessoal”, disse uma funcionária da empresa.

Buscas

Os trabalhadores entraram em contato com a polícia, que ao chegar à fábrica, na Rua Antônio Ferro, bairro Boichininga, acionou o Instituto Médico-Legal. A perna foi recolhida para a necropsia e alguns PMs e bombeiros iniciaram buscas na região para tentar encontrar o resto do corpo, mas nada foi localizado até o início da noite, quando a procura foi encerrada pelas equipes.

Caso não seja encontrado o resto do corpo da vítima, a parte encontrada pelo cachorro deve passar por exame de DNA.

Paraná Online no Facebook