O cadeirante Juliano de Abreu Camargo, 29 anos, foi morto a tiros no final da madrugada de ontem, na esquina da Rua João Alexandre Kopp com a Rua Alfredo Pujol, Moradias Itatiaia, na Cidade Industrial. De acordo com a polícia, quando foi baleado, o rapaz segurava um aparelho celular, possivelmente na intenção de pedir socorro. Acredita-se que o crime esteja relacionado ao tráfico de drogas.

Há três anos, Juliano sofreu um acidente de caminhão, que o deixou paraplégico. Obrigado a se locomover em cadeira de rodas, ficou sem emprego e passou a se envolver com as drogas. Segundo familiares, recentemente Juliano passava bastante tempo fora de casa, em busca de entorpecentes.

Na noite de quinta-feira, ele saiu com um amigo, de carro. Depois disso, a família só recebeu notícias suas no fim da madrugada, quando policiais militares acharam o corpo caído na esquina, ao lado da cadeira de rodas. O crime é investigado pela Delegacia de Homicídios.

Caminhão

Enquanto os policiais militares isolavam o local do crime, um caminhão Ford 80 roubado naquela hora, na Rua Doutor José Guilherme Loyola, passou pela rua do homicídio e foi visto pela polícia. Os ocupantes, identificados como Alan Fernandes Tenório dos Santos, 31 anos, e Rafael Santiago, 24, foram detidos e autuados em flagrante por furto na Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV).