Lucimar do Carmo
Francischini fechou acordo com empresários do ramo.

A Secretaria Antidrogas, da Prefeitura Municipal de Curitiba, desenvolverá ações preventivas em eventos de música eletrônica, as chamadas ?raves?. Empresários e produtores das festas estiveram reunidos ontem com o secretário Antidrogas, Fernando Francischini, para discutir o assunto e formar parcerias. A iniciativa, segundo Francischini, partiu dos empresários. ?Temos que eliminar a ação dos traficantes sem proibir a realização dos eventos, que também servirão de locais para obtenção de novas informações que contribuam com as investigações da polícia?, explicou.

Participaram do encontro com Francischini os empresários Gustavo Gossling, Dov Aizental, Eduardo Marcondes, Carlos Civitate e Riad Omari, promotores de eventos de música eletrônica em Curitiba e região. ?Contribuiremos com o que pudermos para tornar efetivas as ações da Secretaria Antidrogas da Prefeitura, porque também é do nosso interesse coibir ações de tráfico dentro das festas?, afirmou Carlos Civitate.

A prevenção às drogas será feita com uso de cães e seguranças treinados para agir em eventos. Estão previstas também instalações de câmeras de vídeo nos ambientes das casas noturnas. Seguranças treinados atuarão infiltrados em meio aos freqüentadores e principalmente nos banheiros. As ações serão feitas também na Região Metropolitana de Curitiba.