Os 60 presos do xadrez da Delegacia de Matinhos (litoral do Estado) tentaram escapar, à 1h de ontem. Eles cavaram um túnel de aproximadamente três metros, que começou em um dos cubículos e terminou no canil.

Segundo policiais da especializada, quando o primeiro detento apontou a cabeça no fim do túnel, os cães começaram a latir, chamando a atenção dos plantonistas. Ao redor da Delegacia também há câmaras de vídeo para dificultar a fuga de presos. “Pegamos o primeiro preso saindo e fizemos com que os outros retornassem ao xadrez”, informou a investigadora Mari.

A cadeia da Delegacia de Matinhos tem capacidade para abrigar 12 presos e está com cinco vezes mais.