Uma equipe da Promotoria de Investigação Criminal (PIC) prendeu na última quarta-feira (22), em Mandaguari (Noroeste do Paraná), mais um envolvido em um grupo denunciado no início do mês por estelionato e formação de quadrilha. Amauri Rodrigues de Moura foi preso em casa, após retornar de viagem.

A promotora da Comarca, Maria Sônia Freire Garcia, conta que o detido é um dos dez denunciados pelo MP por envolvimento no esquema. O possível líder do grupo, Josenel Ferreira, foi preso no sábado na cidade de Terra Boa, e encaminhado na última segunda-feira à delegacia de Mandaguari, por agentes da PIC-Gerco (Grupo Especial de Repressão ao Crime Organizado). Outras quatro pessoas estão presas, três estão foragidas e duas não têm prisão decretada. “O que parecia um problema de um cheque sem fundos revelou um quadro maior, uma quadrilha de estelionatários, com possibilidade de envolvimento em outros crimes, como falsificação de adubos, fertilizantes e notas fiscais, além de crimes contra a ordem tributária”, diz a promotora. Segundo a denúncia, o esquema começou com Josenel, no final de 2000. Ele teria adulterado uma carteira de identidade no nome de João Dias Mota, um catador de papel da cidade de Toledo, que havia extraviado o documento.