Um caminhão carregado de adubo bateu no trem que atravessava o cruzamento da linha férrea com a PR-438, no município de Teixeira Soares, a 50 quilômetros de Ponta Grossa. A composição, de seis locomotivas e 23 vagões vazios, ia de Ponta Grossa a Guarapuava quando foi atingida pelo caminhão nos quatro últimos vagões e dois deles descarrilaram. O acidente aconteceu às 6h30 de ontem.

De acordo com informações da América Latina Logística (ALL-Delara), o trajeto na rodovia está liberado desde as 9h30. Até as 13h a estrada de ferro também estará livre.

Segundo o Código Nacional de Trânsito, a linha férrea é sempre preferencial e o desrespeito a essa lei é considerada infração gravíssima. O local estava devidamente sinalizado pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER), responsável pelo cruzamento.

No ano passado, a operadora registrou uma redução de 27% nos acidentes em passagens de nível envolvendo veículos. Parte desse resultado deve-se ao Programa de Sinalização, no qual a empresa investiu R$ 360 mil. Mesmo sendo, na maioria dos casos, responsabilidade das prefeituras a sinalização dos cruzamentos em perímetro urbano, a ALL-Delara instalou novas placas e redutores de velocidade nos 60 pontos considerados mais críticos da malha.

Outra iniciativa da empresa que ajudou na diminuição da imprudência de motoristas foi o Programa de Prevenção de Acidentes. Durante todo o ano passado, foram distribuídos à população que mora, estuda e trabalha nas proximidades dos trilhos da ALL uma série de materiais informativos abordando a segurança ferroviária. Motoristas receberam cartazes e 150 mil panfletos.

No ano passado, a ALL-Delara ficou 41,7% abaixo da meta de redução de acidentes estabelecida pelo Ministério dos Transportes no contrato de concessão – o melhor índice de segurança desde 1997, quando assumiu a malha Sul. Numa média de janeiro a dezembro, a operadora registrou 28 casos por milhão de trem/quilômetro – medida que leva em consideração a quantidade de incidentes, o volume transportado e a distância percorrida.

O Paraná foi o Estado que apresentou maior queda no índice de ocorrências. Comparado ao ano anterior, 2001 teve uma redução de 36% no total de acidentes registrados no Estado.