Foto: Walter Alves

Vítima levou um golpe de facão quando voltava para casa.

Após passar a madrugada no bar, onde teria se desentendido com algumas pessoas, o caminhoneiro Eliseu Oliveira Soares, o ?Sabuguinho?, 36 anos, foi assassinado com um golpe de facão, quando voltava para casa, por volta das 7h30 de ontem.

O crime aconteceu em uma praça na Rua Antônio Paulino Teixeira de Freitas, a duas quadras do boteco, no Jardim Progresso, em Campo Comprido. A vítima ainda correu alguns metros na tentativa de buscar socorro, mas não resistiu e tombou na esquina com a Rua Cecília Maria Westphalen.

Separado há cerca de um mês, Eliseu estava morando sozinho, próximo de onde morreu. Apesar de o caminhoneiro contar com duas passagens pela polícia, por furto, moradores locais relataram que ele era boa pessoa e tinha vários amigos. Porém, conhecidos comentaram que, quando bebia, costumava se envolver em confusão, o que pode ter acontecido na madrugada de ontem, provocando sua morte.

Desentendimento

Os investigadores Pimentel e Castro, da Delegacia de Homicídios, conseguiram apurar que Eliseu esteve no bar durante toda a noite e lá houve um desentendimento por causa de uma bronca antiga. ?Quando foi embora, no início da manhã, ele foi seguido por duas pessoas, que o golpearam na praça?, explicou Pimentel. Com uma perfuração profunda pouco acima da barriga, no lado esquerdo, a vítima correu em busca de ajuda, o que, segundo a perita Jussara Joeckel, do Instituto de Criminalística, pode ter acelerado sua morte. ?Ele perdeu muito sangue no caminho. Se tivesse ficado parado, talvez sobrevivesse, porque o Siate chegou rápido?, revelou a perita.

Sobre os dois suspeitos, o policial Pimentel preferiu não divulgar seus nomes para não atrapalhar as investigações. As informações são de que os matadores seriam usuários de drogas e moradores da região.