Walter Alves
Renault invadiu a pista contrária,
foi atingido e arrastado pelo Mercedes.

Ao fazer uma ultrapassagem no quilômetro 17 da Rodovia dos Minérios (PR-092), no trecho entre Rio Branco do Sul e Almirante Tamandaré, às 13h15 de ontem, o Renault Mègane, placa AIB-4833, de Balneário de Camboriú (SC), conduzido por Willians Martins Afonso, 21 anos, colidiu contra o caminhão Mercedes Benz, placa AIM-4602, de Colombo, dirigido por José Tartaria Neto, 38. Com o choque o passageiro do Renault, que não tinha identificação, morreu preso nas ferragens. Em estado grave, Willians foi socorrido e conduzido ao Hospital Evangélico. Dentro do carro, a polícia encontrou duas armas: uma pistola calibre 45, de fabricação argentina, e um revólver calibre 38 com a numeração lixada.

O motorista do caminhão saiu ileso. José contou que trafegava no sentido de Curitiba quando o Renault saiu de trás de um caminhão e invadiu a pista contrária, onde há duas faixas amarelas indicando proibido ultrapassar. Na tentativa de evitar a colisão, ele saiu para o acostamento. O condutor do carro tomou a mesma atitude e houve o choque. O Renault ficou totalmente destruído em baixo da carroceria do caminhão, carregado com pedras de calcário.

Investigações

Devido as armas, a polícia está desenvolvendo uma investigação para apurar o que Willians e seu acompanhante ainda não identificado estavam fazendo na região. “Segundo uma testemunha, o veículo passava pelo local várias vezes ao dia, sempre em alta velocidade e carregando muitas pessoas”, disse o investigador Ediu Fernandes, de Almirante Tamandaré. Ele informou que a procedência do veículo e das armas serão verificadas. Segundo ele, o carro está em nome de Antônio Rodrigo Mendes Cirino, morador em Camboriú. A polícia apreendeu uma pochette contendo uma chupeta e uma nota fiscal de uma empresa de ônibus, do envio de uma caixa pesando dez quilos para a cidade de Capuava (SP).

Ediu salientou que a vítima fatal não portava nenhum documento. “Tenho a impressão que já o conheço. Outra coisa que me chamou a atenção foram as vestes, calça de moletom cortada, chinelo de dedo e barba por fazer. Há comentários que seja foragido do sistema penitenciário, mas nada foi apurado”, disse o policial.

Assaltos

Outra possibilidade aventada pelo policial é que os ocupantes do Renault estariam na região para resgatar dois presos, integrantes do PCC – Primeiro Comando da Capital, recolhidos no xadrez da delegacia de Almirante Tamandaré. “Nas próximas horas deveremos ter novidades. Iremos entrar em contato com a polícia catarinense e paulista para saber mais sobre estes dois homens”, relatou, dizendo ainda, que a carteira de habilitação que Willians portava dizia que ele era natural de São Paulo.

O superintendente Clélio Polaquini, de Rio Branco do Sul, disse que há poucos dias recebeu uma denúncia de que uma grande quadrilha de assaltantes estaria escondida no município. “Até agora não apuramos nada de concreto, mas o fato de as vítimas do acidente portarem armas, inclusive uma com a numeração lixada, nos chamou a atenção”, informou Clélio.