“Ele deve agradecer por estar vivo. Nasceu de novo.” Esse foi o comentário do sargento Amauri, do Corpo de Bombeiros, após auxiliar sua equipe a retirar o motorista Osnei Mezak Silva Cruz, 28 anos, do que sobrou do veículo que dirigia. O capotamento do Fiesta, placa AFF-9206, ocorreu numa reta, no quilômetro 12 (acesso Norte) da BR-116, em frente ao Santa Mônica Clube de Campo, em Colombo, às 14h30 de ontem.

Poucas informações foram obtidas sobre como aconteceu o acidente. No local alguns curiosos que acompanhavam o trabalho de resgate do Corpo de Bombeiros contaram que o carro andou alguns metros na contramão antes de colidir contra a proteção de metal (guard-rail) que divide as pistas e capotar. Essa versão foi confirmada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) que atendeu a ocorrência.

A cena do acidente chamava a atenção. Após a colisão, o Fiesta ficou capotado no meio da pista sentido São Paulo-Curitiba e atravessado no meio do carro um pedaço de guard-rail, de aproximadamente oito metros de comprimento. O carro ficou destruído e o motorista, única pessoa que estava no veículo, sofreu ferimentos e foi atendido primeiramente por uma ambulância da PRF que o encaminhou ao Hospital Angelina Caron, em Campina Grande do Sul.

Socorristas do Siate e integrantes do Corpo de Bombeiros também compareceram ao local do acidente para a retirada do motorista das ferragens do veículo. Como houve vazamento de combustível foi necessário que fosse espalhada de terra pela pista para evitar derrapagens de outros veículos.

De acordo com a PRF, o rapaz foi levado ao hospital com uma possível lesão na coluna vertebral.