Uma onda de assaltos tomou conta de São José dos Pinhais e também da capital. Desde a madrugada de domingo até o final da tarde de ontem a polícia registrou invasões de residências, roubos de motocicletas, carros e estabelecimentos comerciais.

As maiores ocorrências aconteceram no Jardim Aristocrata e na região central de São José dos Pinhais e no bairro Capão Raso, em Curitiba. Essas ações resultaram em um marginal e uma vítima feridas.

No início da madrugada de, domingo, o proprietário de uma rede de supermercados e sua esposa passaram momentos de pavor nas mãos de um grupo de marginais. Por volta das 22h de sábado, o casal saiu de uma filial do mercado situado no centro de São José, com destino a uma instituição onde fariam algumas doações. Em seguida foram para a casa deles no Jardim Aristocrata.

O empresário parou em frente de sua casa, abriu o portão eletrônico e quando estacionava a sua camioneta Pajero foi surpreendido por dois homens. Os indivíduos estavam escondidos atrás de um tapume em um terreno ao lado da residência da vítima.

Armados, os marginais renderam o casal e esperaram a chegada do terceiro comparsa. O comerciante foi obrigado a ficar deitado no chão durante todo o tempo enquanto a esposa – que está grávida – teve as mãos amarradas.

O grupo revistou toda a residência e conseguiu arrecadar aproximadamente 60 mil reais em dinheiro, cheques, jóias e tíquetes-refeição. O dinheiro, cerca de 30 mil, havia sido retirado pelos donos de duas lojas da rede.

Antes de fugir, a quadrilha levou o casal para o quarto, deixando-o trancado.

Em depoimento na delegacia de São José dos Pinhais, o empresário relatou ao escrivão Jorge, que no momento em que saía do mercado reparou que havia um homem vigiando, dentro de Opala. Essa informação bate com outra informação relatada na ocasião de que os reféns ouviram o barulho do motor de um Opala enquanto os marginais fugiam. “Provavelmente este seria o quarto integrante da quadrilha”, disse Jorge.

A polícia está tentando identificar os marginais e espera novidades para os próximos dias.

Malotes

Por volta das 16h de ontem, na Avenida Winston Churchill, Capão Raso, o proprietário de um posto de gasolina foi abordado por dois homens em uma motocicleta CG-125 verde quando se dirigia para uma agência bancária depositar dinheiro.

Os assaltantes armados, deram voz de assalto à vítima que entregou o malote contendo cerca de 30 mil reais. Para sorte do empresário, neste instante, estava passando pelo local um cabo da Polícia Militar que, ao notar a situação, puxou sua arma e deu voz de prisão aos indivíduos. O marginal que carregava o malote tentou reagir e foi baleado nas nádegas. Seu comparsa conseguiu fugir na motocicleta.

O dinheiro que seria depositado na agência HSBC, nas imediações foi recuperado e entregue à vítima. O bandido, ferido foi encaminhado ao Hospital do Trabalhador onde está internado. O caso foi registrado pelo PM no 8.º DP (Portão). A ocorrência foi atendida pelas viaturas 5090 e 4746 do 13.º BPM.

Baleado

Às 16h15 de ontem, policiais militares da viatura 4205 do 17º.BPM atenderam uma chamada na Rua Veríssimo Marques, no centro de São José dos Pinhais, e encontraram Dionei Conforto, 19 anos, ferido. Segundo os PMs, a vítima foi assaltada por dois indivíduos que o balearam após subtrair a quantia de oito mil reais. Os marginais fugiram em motocicleta 750 cilindradas. Apesar das buscas efetuadas pela polícia ninguém foi preso. O jovem foi encaminhado para o Hospital Cajuru.