Pedro Rodrigues Neto/Jornal de Araucária
Queimaduras de cigarro e ferro nos corpos.

Duas pessoas foram encontradas mortas na zona rural de Araucária, às 11h50 de ontem. O rapaz, de cerca de 20 anos, tinha marcas de queimadura de cigarro e foi morto com um tiro no peito. A mulher, aparentando 25 anos, estava amordaçada e também apresentava marcas de queimadura, provavelmente feitas com um ferro, no braço e na cintura. Ela foi morta com um tiro na cabeça. O crime aconteceu provavelmente na noite de segunda-feira, e a delegacia já investiga o caso.

Uma ligação anônima feita ao 17.º Batalhão de Polícia Militar, direcionou os soldados Esteres e Fábio para a Estrada da Taquarova, na Colônia Rio Verde, a cerca de dois quilômetros da BR-423, que liga Araucária a Campo Largo. ?O local é de difícil acesso, mas tem marcas de roda de carro no barro, bem recentes. No local tem bastante lixo e várias embalagens vazias de preservativo?, contou Esteres.

Segundo o perito José Ricardo Fidler, do Instituto de Criminalística, não há como saber exatamente se eles foram mortos naquele local. ?Aparentemente, foram torturados em outro lugar e trazidos para serem executados?, contou.

O rapaz trajava camiseta pólo preta, calça e tênis preto. A moça estava com uma calça verde, sandálias pretas e uma camiseta branca com o versículo bíblico: ?Pode dizer que é filho de Deus?.

?Vamos aguardar a identificação das vítimas para dar andamento na investigação. De qualquer forma, as pistas colhidas no local já estão sendo investigadas?, disse o delegado Agenor Salgado.