O catador de papel Alexandre Oliveira da Silva, 31 anos, foi agredido até a morte, na noite de quinta-feira, nos fundos da residência onde morava na Rua Doutor Plínio Gonçalves Marques, Pinheirinho.

Testemunhas relataram que, por volta das 23h, avistaram dois homens perseguindo a vítima, que entrou correndo no quintal. Um dos marginais ainda gritou para que ninguém saísse da casa, caso contrário, iriam todos morrer.

Segundo apurado pela Delegacia de Homicídios, Alexandre morava no local há cerca de três meses. A perícia constatou ferimentos no rosto e na cabeça da vítima.