Foto: Alberto Melnechuky
Valdecir levou cinco tiros na cabeça.

Ao ser chamado pelo nome, o pedreiro Valdecir Francisco Silva, 39 anos, deu a atenção que os seus assassinos queriam para executá-lo. Ele foi morto com vários tiros, às 21h30 de quarta-feira, na Rua Pastor Carlos Frank, no Jardim Iguape I, no Boqueirão.

Valdecir morava com a mulher e uma filha. Na hora do crime estava na área da moradia, que faz fundos com a linha férrea. Um homem o chamou e ele foi até o canto da mureta da área para ver quem era. Lá, foi surpreendido com cinco disparos na cabeça e nas costas, e morreu de bruços, ao lado da mesa de sinuca, um dos móveis que lembravam que, naquela casa, já funcionou um bar.

Os investigadores Dias e Castro, da Delegacia de Homicídios, fizeram os levantamentos iniciais, mas disseram que, sem a ajuda da comunidade, o crime não será solucionado. ?Poucos contribuem para o trabalho da polícia. As pessoas têm medo de falar e geralmente ninguém sabe de nada?, lamentou Dias.