Átila Alberti
Material foi recolhido com João,
seu comparsa conseguiu fugir.

O assalto a uma casa lotérica em São José dos Pinhais, resultou em troca de tiros e morte no início da tarde de ontem. O assaltante João Divair Ferreira Gonçalves, 43, foi morto por policiais militares depois de roubar cerca de R$ 2 mil.

De acordo com o cabo Schmidt, comandante do destacamento do 17.º BPM de Piraquara, o assalto aconteceu por volta das 12h30, quando João e seu comparsa entraram na lotérica, usando capuzes e capacetes. Enquanto um assaltante ficou na porta do estabelecimento, João invadiu o local, rendeu uma cliente e a obrigou a ir para trás do balcão. Com uma pistola ponto 45, o marginal obrigou os oito clientes e o proprietário a ficarem quietos e levou o dinheiro. O roubo durou cerca de cinco minutos.

A dupla fugiu em uma motocicleta Twister, rumo ao município de Piraquara. O proprietário da lotérica acionou a polícia e passou as características do veículo usado pelos marginais. As viaturas ficaram alertas, até que uma das equipes do 17.º BPM, avistou a dupla.

Perseguição

Os policiais passaram a perseguir os bandidos pelas ruas do Jardim Guarituba até que os marginais pararam a moto e começaram a atirar. Os policiais revidaram e os assaltantes continuaram a fuga com a moto. Alguns metros à frente, eles pararam novamente e continuaram o tiroteio. João foi baleado com tiros na perna e na cabeça. Ele usava um colete à prova de balas e, por isso, não foi ferido pelos cinco tiros disparados no peito, que não perfuraram o colete. O comparsa dele conseguiu fugir.

João foi levado ao Hospital Cajuru, mas morreu assim que foi internado. Com ele ainda foi encontrada uma mochila com um jaleco com inscrição da Policia Civil, e R$ 1.037. O restante do dinheiro foi levado pelo comparsa, que, até a tarde de ontem, era procurado pela polícia. João já tinha passagem na polícia por assalto e contava com mandado de prisão, cujo crime o cabo Schmidt não soube especificar.