Emerson era dono de uma
revendedora de veículos.

Emerson Luiz Habnoski, 26 anos, saiu de sua revendedora de automóveis e foi beber um refrigerante na lanchonete vizinha, na esquina da Avenida das Araucárias com a Rua Professora Leonor Machado Busse, Colônia Thomaz Coelho, em Araucária. Lá, um desconhecido chegou a pé e deu dois tiros pelas costas do rapaz, deixando-o morto entre as mesas, às 20h20 de quinta-feira.

Apesar de a lanchonete estar com alguns fregueses, todos sumiram do local, conforme informado pelos soldados Fábio e Juliano, do 17.º Batalhão da Polícia Militar. “Ninguém passou nenhuma característica que pudesse identificar o assassino”, comentou Juliano. Os investigadores Carlinhos e Walter, da delegacia local, tampouco conseguiram informações que orientassem os trabalhos na elucidação do crime. “Vamos ouvir a família da vítima, nos próximos dias, para conseguir alguma pista”, disse Carlinhos.

O assassino estava armado com uma pistola e acertou um tiro na nuca e outro nas costas de Emerson, segundo levantamento preliminar da Polícia Científica. O corpo foi encaminhado ao IML, onde seria verificado se a vítima foi atingida por mais disparos.