Membros do Conselho de Disciplina da Polícia Militar do Estado do Paraná absolveram o policial militar Luís Carlos Landmann, envolvido na abordagem que resultou na morte da estudante Rafaeli Ramos Lima e tentativa de homicídio de Diogo Soldi Schuhli, em Porto Amazonas, região central do Estado, no dia 13 de junho 2008.

O processo deve ser repassado ao Comando Geral da PM que decidirá sobre a exclusão ou não de Luís dos quadros da corporação. Segundo o Conselho, ele agiu de acordo com as normas de abordagem policial, prevista em manual.

A absolvição não excluiu o processo civil que corre pela Comarca de Palmeira, região dos Campos Gerais, onde foi denunciado pelo Ministério Público, em agosto de 2008, pelo homicídio de Rafaeli e tentativa de homicídio de Diogo.

A jovem e o rapaz foram baleados na PR-427, estrada de Porto Amazonas. O rapaz dirigia o carro e a moça era sua passageira. Schuli ficou ferido após levar um tiro no rosto – Rafaeli morreu na hora, com um tiro na cabeça. Outro policial militar participou da abordagem mas não foi denunciado.

Ontem, a Comarca de Palmeira aguardava as respostas das cartas precatórias expedidas pela defesa do policial militar, para prosseguir com o tramite judicial. A morte do jovem completou um ano ontem. Segundo a assessoria do Comando Geral da PM, o processo não tem prazo para ser apreciado. Também não foi divulgado onde o policial permanecerá lotado.