Dois homens foram encontrados desovados em rios de São José dos Pinhais e Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), na tarde de ontem. Os dois foram mortos a tiros e não foram identificados no local.

Por volta de 15h, o pescador Enizete Rodrigues da silva encontrou o corpo de um rapaz de aproximadamente 25 anos, com pés e mãos amarrados e a boca amordaçada, jogado em um rio na margem da Rua João Rompkowski, no Bairro Ferraria, em Campo Largo. Segundo ele, logo após levar o susto, avisou a polícia.

Os soldados Alfredo e Lucas, do 17.º Batalhão de Polícia Militar (BPM) disseram que o rapaz, supostamente foi assassinado com vários tiros em outro local e em seguida jogado no mato. “Vamos juntar todas as pistas possíveis e entregar na delegacia”, contou o policial. O rapaz trajava bermuda, camiseta preta e boné vermelho.

Praticamente no mesmo horário, um homem que passava pela Estrada do Canal Extravasor, no Jardim Ipê, em São José dos Pinhias, encontrou o corpo de um rapaz de aproximadamente 30 anos, executado com um tiro na nuca, boiando no rio.

Os soldados Filho e Mateus, da 1.ª Companhia do 17.º BPM, disseram que várias pessoas passaram pelo local, mas ninguém reconheceu o rapaz, que não tinha documentos de identificação. O rapaz estava trajando calça preta, camiseta de manga longa azul em cima de uma camiseta amarela. Os dois corpos foram recolhidos pelo Instituto Médico-Legal (IML), onde aguardavam identificação por parte de algum familiar.