A jovem Laura Joice Antunes de Paula, 23 anos, mulher do sargento Valtencir Antunes, da Polícia Militar, pode ter sido assassinada por vingança, em função da brutalidade dos golpes sofridos pela vítima. A afirmação é do delegado de Ipanema, Arthur Luiz Zanon, responsável pelo caso.

O comandante da 2.ª Companhia, do 9.º Batalhão da Policia Militar, César Kamakawa, disse que foram contabilizadas nove perfurações no pescoço de Laura, sendo uma mais profunda que atingiu a garganta. Também foram encontrados diversas marcas de cortes nas mãos, o que apontam que ela tentou se defender.

Sepultamento

O corpo de Laura foi velado ontem, na Capela da Polícia Militar, em Curitiba. O enterro aconteceu às 13h, no Cemitério Municipal de Almirante Tamandaré.

Corpo

Laura desapareceu na tarde de segunda-feira, no balneário de Barranco, em Praia de Leste, litoral do Paraná. Ela havia saído de bicicleta e só foi encontrada na quarta-feira, por volta das 16h.