Policiais do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope) prenderam nesta quarta-feira (1.º) duas mulheres suspeitas de participação em crimes de roubo, formação de quadrilha e receptação.

Francelis Brazilio Rosa, de 25 anos, e Leci Smolarek, de 64 anos, estavam sendo procuradas pela Justiça do Estado de São Paulo. Elas foram presas nos bairros Alto da XV e Centenário, em Curitiba.

As suspeitas tiveram seus mandados de prisão preventiva decretados pelo Poder Judiciário da Comarca de Itapeva-SP, após uma investigação da Divisão de Investigações Gerais (DIG), com o apoio do Cope, que resultou na prisão de Renato Gesser e Wallace Ribas Correia no dia 5 de julho.

Ambos eram suspeitos de cometer diversos crimes de roubo a joalherias, além de São Paulo, nos estados do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. No mês de abril, eles teriam levado R$ 100 mil de uma joalheria de Itapeva-SP.

Segundo a polícia paulista, eles tinham as informações de que o levantamento do local onde seria praticado o crime, era feito por mulheres e ainda, que havia receptadores para as mercadorias roubadas.

No dia 18 de julho, os policiais de Itapeva-SP se deslocaram até a capital mais uma vez para solicitar o apoio do Cope e cumpriram diversos mandados de busca e apreensão e de prisões temporárias.

Na ocasião foi preso Fabrício Carta Bressan, que seria o receptador das joias. No momento da operação Francelis e Leci não haviam sido encontradas. Por isso os mandados de prisão preventiva contra as duas foram encaminhados para o Cope, que prendeu e encaminhou as suspeitas para o Centro de Triagem de Curitiba, onde elas aguardaram a decisão da Justiça.

No dia anterior (31), os policias do Cope recapturaram um foragido da cadeia pública de Pontal do Paraná. Wilson Lima de Farias, 48 anos, que havia fugido da cadeia no dia 29 de maio desse ano. Ele é acusado de estupro de vulnerável e foi preso no mês de setembro de 2011. Farias foi removido no outro dia para a cadeia de origem.