Nova unidade dará atendimento a oito bairros.

Entrou em operação, ontem, o posto de bombeiros de Bairro Alto. A unidade tem 388 metros quadrados de área construída, recebeu investimentos de R$ 214,7 mil e faz parte do Plano Estratégico de Descentralização de Postos de Bombeiros, composto por outros oito postos que deverão ser inauguradas até 2004. O Plano de Descentralização está inserido em um dos 12 projetos-âncora da gestão de Cassio Taniguchi, o Programa Cidade Segura.

Quando todas as novas unidades estiverem prontas, será possível chegar ao local da emergência no máximo em 5 minutos. Atualmente, o tempo médio de resposta do Corpo de Bombeiros, em Curitiba é de até 10 minutos.

O posto do Bairro Alto, segundo o comandante do Corpo de Bombeiros do Paraná, Ivaldo Marchesi, é um dos melhores do Estado. “É moderno, funcional e nasceu sem gorduras ou falhas”, afirmou ele. Para o secretário da Defesa Social de Curitiba, Sânderson Diotalevi, ele representa um grande avanço para a capital. “Vai beneficiar toda a população e trazer tranqüilidade, porque o bombeiro é sinônimo de segurança.”

Os outros oito postos ficarão nos bairros Sítio Cercado, Pilarzinho, Uberaba, CIC Norte, Cajuru, Santa Cândida, CIC Sul e Bacacheri (estas duas últimas já existem mas serão reformadas). Os locais foram escolhidos estrategicamente de modo a completar a rede já existente. A unidade do Sítio Cercado também já está pronta e deverá ser inaugurada em breve. A próxima a ser construída é a do Pilarzinho.

O Plano Estratégico de Descentralização de Postos de Bombeiros está sendo desenvolvido por meio de um convênio entre Curitiba e o governo do Estado. A Prefeitura é responsável pelo terreno, construção do posto e colocação de parte dos equipamentos. O Corpo de Bombeiros, da Polícia Militar, cuida da operacionalização, com pessoal, viaturas, treinamento e manutenção. No caso da unidade Bairro Alto, o terreno foi doado pela Sanepar ao município.

Serão atendidas pelo novo posto a população dos bairros Atuba, Tingüi, Bacacheri, Hugo Lange, Jardim Social, Tarumã, Capão da Imbuia e Bairro Alto. Ele terá oito funcionários por turno e está equipado com uma viatura para atendimento a salvamentos e incêndios e uma ambulância, que antes estavam na unidade Bacacheri, antiga responsável pela região.