Sete meses depois de ser preso por envolvimento com roubos de veículos, Sérgio Vieira de Alvarenga Júnior, 24 anos, foi executado com 15 tiros na oficina do cunhado, onde trabalhava na Rua Joaquim Nabuco, Cidade Jardim, no centro de São José dos Pinhais.

Segundo apurado pela polícia, dois homens armados com pistolas calibres 40 e 45 estacionaram uma motocicleta Twister amarela sem placas na rua lateral e invadiram a loja de capacetes. Sem anunciar assalto, a dupla exigiu que os funcionários fossem para os fundos do estabelecimento, seguiram em direção à vítima, que estava no caixa e abriram fogo contra o rapaz.

A família de Sérgio comentou com o investigador Edmilson Pereira que o rapaz vinha se regenerando e teve a oportunidade de trabalhar na loja do cunhado, tradicional na região. “Acredito que foi um acerto de contas por causa do passado dele. O rapaz já esteve preso por assalto e tinha vários mandados de prisão suspensos”, comentou o investigador.

Informações

Edmilson informou que coletou junto a testemunhas algumas características físicas dos marginais. A polícia espera conseguir mais informações da dupla com o depoimento de funcionários da loja, já que as câmeras de segurança, instaladas na saída e dentro do estabelecimento, estão inoperantes.

No ano passado, o Paraná Online noticiou a prisão de Sérgio, ao lado de um comparsa, por suspeita de roubo de veículo. Além de um carro roubado, com ele a Guarda Municipal encontrou uma pistola calibre 380, supostamente usada no crimes.

Veja na galeria de fotos o crime.