Rapaz morto não portava documentos.

Na volta do trabalho, às 23h30 de quinta-feira, Marcelo Leite escutou o desesperado grito de um homem que pedia por socorro. Com medo, não parou para ajudar, e na manhã de ontem descobriu um cadáver no local de origem dos apelos – debaixo da ponte de um riacho, na estrada principal da localidade de Taquarova, Araucária. A vítima era um homem de aproximadamente 30 anos, não identificado até a tarde de ontem, assassinado com três tiros.

Marcelo e o pai, João Leite, passaram ontem de carro pela PR-423, que liga Araucária a Campo Largo, e viram sangue na estrada, perto do local onde Marcelo ouvira os gritos. Começaram a procurar e encontraram o corpo debaixo da ponte e um boné cheio de sangue em cima dela.

A vítima não foi reconhecida por pai e filho, nem pelos curiosos que acompanharam o trabalho da polícia. Ele não portava documentos nem objetos que possibilitassem sua identificação. A Delegacia de Araucária colheu no local do crime as primeiras pistas para tentar desvendá-lo.