Cristiano assaltava em
vários bairros de Curitiba.

 A Delegacia de Furtos e Roubos (DFR) apresentou, ontem, Cristiano Eduardo Winiski, 26 anos, acusado de participar de vários seqüestros-relâmpago e roubos a residências em bairros de classe média, em Curitiba. De acordo com o delegado Rubens Recalcatti, nos últimos três meses, o acusado foi reconhecido por participar de cinco roubos no Bigorrilho, Cabral, Champagnat, Jardim Social e Santa Cândida. Em alguns delitos contou com a participação de Maycon Moreira Cordeiro, 20, que também está preso.

A dupla obrigava as vítimas a irem até agências bancárias para a retirada de dinheiro. Depois, seguiam para a casa da pessoa assaltada e lá faziam a “limpa”. Os objetos arrecadados eram colocados dentro do carro do seqüestrado, que era levado junto até o centro de Curitiba, onde era abandonado. O veículo, devidamente descarregado, era posteriormente largado em alguma região distante.

Receptação

A polícia começou a intensificar as buscas à procura de Cristiano depois que uma testemunha o reconheceu no álbum de fotografias da DFR. Foram solicitadas prisões preventivas dele e de seus comparsas. Cristiano e Maycon foram detidos na semana passada quando transitavam em um Gol pelo bairro Santa Cândida. De acordo com o delegado, Maycon participava do roubo realizando os saques nas agências bancárias de posse do cartão e senha das vítimas. Um receptador dos objetos roubados pela dupla também foi preso pela DFR. Trata-se de Celso Leocádio da Silva, 39. Este indivíduo já responde por um homicídio em Colombo.