A Polícia Federal assumiu as investigações do assalto a uma casa lotérica do centro da cidade, ocorrida anteontem, e que resultou na morte do policial federal Edson Martins Matsunaga, 50 anos.

Dos seis assaltantes, incluindo uma mulher, apenas Douglas Cândido Rodrigues, 23 anos, foi detido. De acordo com a PF, ele é estudante de Direito e estava foragido da Colônia Penal Agrícola (CPA). Em 2008, foi preso pelo 13.º Distrito Policial (Tatuquara), com 86 pedras de crack. Nesta época, Douglas já tinha passagem por roubo e porte ilegal de arma.

A PF não revelou detalhes do interrogatório de Douglas, nem se já tem pistas dos cinco marginais à solta. A assessoria de imprensa da PF apenas relatou que a equipe do delegado Wagner Mesquita passou o dia em diligências relacionadas ao caso.

Assalto

Os marginais saíam da casa lotérica, após o assalto, quando foram surpreendidos por Edson, que saía da sede da Polícia Federal, logo ao lado. Houve confronto e Edson, que não usava colete balístico, foi atingido no peito. Douglas estava bem protegido por um colete e não foi ferido. Edson foi socorrido por um taxista, mas morreu a caminho do hospital.

O policial foi sepultado às 17h de ontem, no Cemitério Parque das Araucárias, em Colombo. Ele trabalhava há 27 anos na PF e estava prestes a conseguir a aposentadoria.