Três homens estão recolhidos na Delegacia de Furtos e Roubos (DFR) por força de mandados de prisão temporária. Eles são suspeitos de ter participado de um latrocínio (roubo com morte) ocorrido em 20 de novembro de 2003, na Rua Salvador José Coelho, Jardim Atenas II, em Campo Comprido. O delegado Edson da Costa solicitou à Justiça, cinco mandados de prisão, portanto faltam dois a serem cumpridos.

Edinaura da Silva Alvarenga, 69 anos, morava sozinha em sua casa e locava quitinetes situadas no fundo do terreno em que residia. Na época do assassinato dela, foi cogitada a possibilidade de que seus inquilinos (um casal homossexual) tivessem praticado o crime devido a uma discussão ocorrida uma semana antes, em conseqüência de dívidas de água e luz. A polícia chegou a desenvolver algumas investigações neste sentido, porém, mais tarde, partiu para outra linha investigativa, indicando que o crime teria sido praticado por ladrões. Tanto que as prisões solicitadas pela polícia apontam um motivo para o latrocínio: drogas. "Existe a possibilidade do roubo ter acontecido para a compra de drogas", explicou o delegado Rubens Recalcatti, titular da DFR. O caso continua sendo investigado e em breve os policiais pretendem prender os suspeitos que ainda estão na rua.